Por que trabalhar em consultoria de TI é tão bom?

Vejamos recentes casos em Porto Alegre: aporte financeiro unlimited, ampla divulgação, salários supervalorizados, um empreendedores de sucesso e uma área de atuação promissora.

De repente tem uma mudança de estratégia que resulta em demissão em massa, pessoas frustradas e correndo em busca por um novo emprego que garanta seu sustento. Tantas empresas grandes passam por este processo…

Existe a ideia que ao trabalhar em uma empresa grande, como funcionário, a estabilidade é maior. Acredito que este pensamento seja algo cultural, da época da revolução industrial, onde o emprego era sinônimo de status e estabilidade financeira.

Mas você já imaginou que, em uma consultoria geralmente existe uma estrutura que está constantemente buscando novos projetos, clientes e oportunidades para você?

Já imaginou que se o cliente grande que você atende através da consultoria de repente mudar de estratégia pode significar que você irá para outro projeto e que este novo projeto pode ter tecnologias que te interessam mais, que te remunere melhor e um ambiente mais alinhado aos teus valores pessoais?

O que traz estabilidade é a sua empregabilidade. Isso significa ter conhecimento técnico, postura comportamental adequada e uma pretensão salarial que as empresas consigam remunerar. Tudo isso aliado à uma estrutura que te oferece oportunidades em clientes de diferentes culturas, é como navegar no Oceano Azul, de Renée Mauborgne e Chan Kim.

Com referências de  Alsones Balestrin e Jorge Verschoore, é tendência/necessidade que as empresas trabalharem em redes de cooperação.

É tendência em gestão de pessoas respeitar as necessidades individuais de cada colaborador. Desta forma, não te parece extremamente justo permitir que o cliente internalize o profissional da consultoria quando for do interesse de ambos gerando assim mais oportunidades para o indivíduo?

– André Streppel é diretor executivo na WK Outsourcing